Ponto de Virada / Plot Point

Ponto de Virada, é o nome atribuído à um momento de uma história que muda o rumo da história, apresentando novos obstáculos e/ou novas soluções para o personagem.

Existiram alguns desses em minha vida…alguns com certeza maiores do que eu gostaria. Mas hoje eu estou vivendo o maior ponto de virada que eu ja tive, e vou aproveitar esse momento para escrever sobre minhas reflexões do intercâmbio.

O lado ruim

Quando se está fora de casa, a milhares de kilômetros de toda a sua família e dos seus amigos, da sua antiga vida e da sua rotina, isso significa que você precisa se reinventar. Você precisa ter um rápido aprendizado para estabelecer novos relacionamentos, entender o seu ambiente, se adaptar à todas as dificuldades, que dependendo do seu local de destino, são muitas e difíceis de contornar, e mais importante, a habilidade de controlar tudo que está ao seu alcance o tempo todo e simultaneamente pensar em todas as dificuldades que podem surgir e saber como contornar elas.

Em um intercâmbio, você passa por muitas coisas boas e apenas algumas ruins, o problema é que essas coisas ruins vem muitas vezes quando se está disprevinido, e as vezes a solução que você costuma adotar para isso não é possível em uma viagem.

Muitas vezes você vai sentir um pouco de tristeza, as vezes muita tristeza, isso é um processo natural, causado por mudanças e fatos repentino, que trazem aprendizado e auto-descoberta para a pessoa, e dificilmente você retorna exatamente como você era quando viajou.

Para onde está voltando

Voltar para casa, um sentimento que muitas vezes queremos que chegue logo e tantas outras queremos que não chegue, mas oque é certo, é que você começa a dar um valor muito mais real para as suas coisas, e as pessoas que estavam sempre à sua volta. Aquele ditado que diz que não se sabe o valor do que tem até perder é sempre verdade, mas mesmo sabendo disso as pessoas ainda não aplicam na vida real, sempre caindo na mesma história de “eu deveria ter dado mais valor”. O intercâmbio é uma benção, porque ele faz você perder tudo o que você conhecia e gostava, mas com a diferença de te dar de volta depois, dando uma segunda oportunidade para apreciar as coisas em sua totalidade.

Eu sempre tive plena consciência da questão de valores porque eu tenho experiência em morar sozinho, e mesmo para mim foi bem difícil, pois estar longe de família, e estar longe de família em outro país é um abismo de diferenças muito grande, e meu carinho e consideração por toda a minha família e amigos ficou ainda maior.

O que você deixou para trás

Por eu fazer parte da AIESEC, tive contatos com pessoas que viajaram, e pessoas que estavam viajando no Brasil, todas elas falam como é impactante e de certa forma indescritível a experiência de viajar, eu hoje posso dizer com toda a certeza de que eles estavam completamente certos.

Estar em um país, onde poucas pessoas conhecem de verdade, ou sequer tem uma pequena noção da realidade dele, onde o idioma é um obstáculo enorme para qualquer tipo de comunicação e ajuda que se pode esperar, onde a comida, a religião, os costumes, são completamente diferentes, e desconhecidos para você, é uma das melhores experiências da vida que se pode esperar, conhecer os museus, ver as belezas naturais e também as feitas pelo homem, entender a sua história, as suas verdadeiras riquezas, viver as tradições de um povo, isso são coisas que nenhum livro ou internet conseguirão prover para você.

O que você vai levar com você

Não estou falando de souvenirs, ou de chocolates ucranianos, mas sim de duas questões bem mais importantes, memórias e amigos.

As duas andam as vezes juntas ou separadas, mas são com certeza as duas coisas mais valiosas de qualquer experiência que se pode ter, porque são as memórias que vão te dizer quem você é, quem você deve ser, e para onde você vai.

E os amigos, pessoas que você vai querer levar para a vida toda, pessoas que te ajudaram em um momento de dificuldade, pessoas que você conheceu num bar ou uma balada, pessoas com quem você dividiu um teto, ou simplesmente uma batata, pessoas que ficaram com você por alguns minutos, ou por semanas, pessoas que brigaram com você, que riram com você, as vezes os dois ao mesmo tempo. As vezes ela não vai lembrar de você, porque você não impactou a vida dela da forma que ela causou em você, e as vezes ao contrário, alguma ação que você tomou parecia normal para você, mas para alguém foi uma coisa grandiosa e verdadeiramente especial. A verdade é que você nunca terá exata certeza do quão forte é o seu laço com alguém, ou quanto tempo ele irá durar, você não sabe se aquela pessoa do outro lado do mundo você irá ver novamente enquanto a que está bem perto você talvez nunca mais tenha essa oportunidade.

Uma coisa eu espero que aprenda ao ler isso, o lugar que você vai muda muito sua experiência, o tempo e atividade que irá realizar também, mas o fator que mais vai influenciar são as pessoas que você conhecerá, as amizades que irá fazer, os relacionamentos que irá cultivar, em um intercâmbio a gente aprende a correr atrás, tomar iniciativa, querer conhecer as pessoas, as vezes perder um ônibus fará você esperar no ponto com uma pessoa que você irá puxar conversa, chamar para sair, casar e ter filhos (quem sabe?), daí você reflete e pensa que você não precisar fazer isso apenas por ser estrangeiro, você pode fazer isso no seu próprio país, você pode se esforçar um pouco mais e querer mais conhecer as pessoas que passam pela sua vida, e não dar um valor alto só porque é de outro país, esse foi com certeza um dos maiores aprendizados que eu tive, e vou levar comigo pelo resto da vida.

Em umas palavras finais, quero agradecer à todas as pessoas que passaram pela minha vida nesse intercâmbio, igualmente as que ficaram vivendo junto comigo por vários dias quanto as que eu vi apenas uma vez, vocês foram minha felicidade e minha força em muitos momentos cruciais da minha vida nas últimas semanas, e eu sei que perderei contato com muitos de vocês mas nunca perderei meu carinho e consideração, venham para o Brasil me ver, e brasileiros que conheci, vamos nos encontrar novamente também, obrigado por tudo.

______________________________English______________________________

Plot Point is the name given to a moment of a story that changes the course of history, presenting new obstacles and/or new solutions for the character.

There were some of those in my life…some certainly bigger than I’d like. But today I’m living the biggest plot point I’ve ever had, and I’ll take this moment to write my reflections on the exchange.

The downside

When you’re away from home, thousands of miles from all of your family and friends, your old life and your routine, it means you need to reinvent yourself. You need to have a quick learning to establish new relationships, understand the environment, adapt to all the difficulties, which depending on your destination, are many and difficult to get around, and more importantly, the ability to control everything in your reach at all times and simultaneously think of all the difficulties that can arise and how to solve them.

In exchange, you go through a lot of good things and a few bad, the problem is that these bad things often come when you’re unprepared for, and sometimes the solution that you usually take for this is not possible when abroad.

Often you will feel a bit of sadness, sometimes very sad, it is a natural process, caused by sudden changes and events that bring learning and self-discovery for the person, and you hardly returns exactly as you were when you traveled.

Where you are returning to

Go back home, a feeling that you often want to arrive soon and as many others times you dont want to, but what it is certain, is that you learn to give a lot more value for your things, and people who were always with you. That famous saying that you do not know the value of what you have until you lose it is always true, but even knowing that, people still do not apply in real life, always falling in the same story, “I should have given more value.” The exchange is a blessing, because it makes you lose everything you knew and liked, but with the difference that gives you back later, giving a second chance to appreciate the things in their plenitude.

I always had full awareness of the issue of values ​​because I have experience in living alone, and even for me it was very hard since being away from family, and being away from family in another country is an huge abyss of differences, and my affection and consideration by all my family and friends got even bigger.

What you left behind

For me to be part of AIESEC, I had contacts with people who have traveled, and people who were traveling in Brazil, all they talk is how it is impactating and somewhat indescribable experience of travel, today I can say with certainty that they were completely right.

Being in a country where few people really know or even have a little knowledge of its current reality, where the language is an enormous obstacle to any kind of communication and help that can be expected, where food, religion, culture are completely different, and unknown to you, is one of the best experiences in life that can be expected, to know the museums, see the natural and also man-made beauties, understand their history, their true wealth, living traditions of a community, these are things that no book or internet will be able to provide you.

What will you take with you

I’m not talking about souvenirs or ukrainian chocolates, but two far more important issues, memories and friends.

The two sometimes go together or separate, but they are certainly the two most valuable things in any experience you can have, because they are memories that will tell you who you are, who you should be and where you will go.

And friends, people you will want to have for life, people who helped you in a difficult moment, people you met in a bar or a club, people with whom you shared a roof, or simply a french fries, people that stayed with you for a few minutes, or for weeks, people who fought with you, laughed with you, sometimes both at the same time. Sometimes she will not remember you, because you did not impacted her life the way she did on you, and sometimes the contrary, an action that you took and seemed normal to you, but for someone was a great thing and truly special . The truth is that you never know for sure how strong your bond with someone is, or how long it will last, you do not know if that person across the world will see you again while the one that you’re close you may never else have the chance.

One thing that I hope you learn from reading it, the place that you pick will change much your experience, time and the activity that will perform too, but the factor that will most influence are the people you meet, the friendships you will make, the relationships that you will grow in an exchange, we learn to go after it, take initiative, you want to really know people, sometimes you miss a bus, you will wait on the bus stop, you will start a conversation with a person, go out with her, get married and have children (who knows?), then you reflect and think that you do not need to do this only as a foreigner, you can do this on your own country, you can push yourself a bit more and want to know more people that go through your life, and not giving a high value only because she is from another country, this was surely one of the greatest learning experiences I’ve had, and I will carry with me for life.

In some final words, I want to thank all the people who passed through my life this exchange, such as those that were living with me for several days as the ones I saw only once, you were my joy and my strength in many crucial moments of my life on the past weeks, and I know I’ll lose touch with many of you but never lose my affection and consideration, come to Brazil to see me, and Brazilians I met, we’ll meet again too, thank you for all.

Um pulo na Polônia / A jump in Poland

Tags

, ,

Com o final do meu projeto, eu tive a oportunidade de viajar, então eu consegui visitar Cracóvia, na Polônia.

Para passar pela fronteira, você tem que, nos dois lados da fronteira, explicar o motivo da viagem, o que tem na bagagem, entre outras perguntas que, dependendo do humor do oficial que parar a gente, serão feitas, mas mantendo a calma não terá nenhum problema.

A Polônia comparando com a Ucrânia, está em um nível maior de globalização, pois tem marcas que são mais comuns de encontrar, como Carrefour, Burguer King, C&A, e também é mais fácil encontrar pessoas que falam inglês, facilita muito a vida, como impressão geral, digamos que é uma experiência mais “fácil” que na Ucrânia.

Eu tive a oportunidade de passar quatro maravilhosos dias lá, encontrei muitos brasileiros, e passeei muito pela cidade com o Free Walking Tour que tem todos os dias, tive a oportunidade única de visitar Auschwitz, não acho apropriado colocar fotos aqui, mas saibam que é um lugar que vale a pena visitar 😉

Eu acabei voltando para a Ucrânia, não pude ver outros países, mas viajar antes ou após o intercâmbio, especialmente para os brasileiros que não precisam de visto, é um complemento excepcional à experiência no exterior, eu recomendo a todos 😉 Fotos abaixo.
___________________________English_________________________________

With the end of my project, I had the opportunity to travel, so I could visit Krakow, Poland.

To pass the border, you have to, on both sides of the borders explain the reason for the trip, what you have in the luggage, among other questions, depending on the mood of the officer that gets you, will be made to you but if you keep calm nothing will happen to you.

Poland compared with Ukraine, is on a higher level of globalization, it has brands that are more common to find, like Carrefour, Burger King, C&A, and is also easier to find people who speak english, makes life much less complicate, as general impression, it is experience “easier” than in Ukraine.

I had the opportunity to spend four wonderful days there, I met many Brazilians, and walked around town a lot with the Free Walking Tour that they make everyday, I had the unique opportunity to visit Auschwitz, did not think proper to put pictures here, but know that it is a place that worth visiting;)

I ended up returning to Ukraine, I could not see other countries, but travel before or after the exchange, especially for Brazilians who do not need a visa, is a complement to the exceptional experience abroad, I recommend everyone;) photos below.

Um pulo no Parque Aquático / A jump on the Aqua Park

Tags

, , ,

Acho que uma das últimas coisas que se espera fazer na Ucrânia durante o inverno seria ir no Parque Aquático correto? Errado!!!

Eu trouxe para cá minha sunga porque eu sou estranho, pensei ser uma chance em um milhão, mas de fato tiver oportunidade de usar, e foi ótimo.

Aqui na Ucrânia, em todas as cidades que eu fiquei no projeto tinham parques aquáticos indoors, ou seja, eles não podem ser tão grandes e bonitos como os ao ar livre do Brasil, mas mesmo assim formam uma experiência incrível, de dizer que em uma noite de -5 graus eu fui para o Parque Aquático.

Infelizmente não era possível tirar fotos lá dentro, mas embora um pouco pequeno, ele possuía diversos escorregadores, para descer sem nada, com um tapete, e com bóia de uma ou duas pessoas, e também algumas piscinas conectadas aos brinquedos, e separado uma piscina de 50m para nadar (apenas se tiver touca), sauna, e hidromassagem.

“Mas Rafael, eles tem que aquecer a água, e além disso água é caro, quantos milhões de grivnas vc pagou?”  Nossa ja tava até demorando pra eu ser interrompido no meio do post, mas ta bom vamos falar de preços:

1 hora – 55 grivnas – 13 reais
2 horas – 75 grivnas – 18 reais
Dia todo – 95 grivnas – 23 reais
Sauna ou Hidro – 1 grivna por minuto

É relativamente bem barato, e foi muito divertido, é com certeza uma das coisas que mais vale a pena de fazer caso esteja em um grupo de pessoas.
__________________________English________________________________

I think one of the last things you expect to do in Ukraine during the winter would go right in the water park? Wrong!!

I brought my bathing suit here because I’m weird, thought to be a chance in a million, but actually have the opportunity to use, and it was great.

Here in Ukraine, in every city that I was on the project had aqua parks indoors, and they can not be as big and beautiful as the outdoor Brazil, but nevertheless, it is an amazing experience to say that in a night of -5 degrees I went to the aqua park.

Unfortunately I could not take pictures inside, but despites small, he had several slides, to go down with nothing, with a kind of carpet, and a one or two people float, and also some pools connected to the slides, and a separate 50m swimming pool (only if you have a protection for hair), sauna, and hydromassage.

“But Rafael, they have to heat the water, and besides water is expensive, how many millions of grivnas you paid?” I was already missing to be interrupted in the middle of the post, but okay let’s talk about prices:

1 hour – 55 grivnas – 6 dollars
2 hours – 75 grivnas – 9 dollars
All day – 95 grivnas – 11 dollars
Sauna or Hydro – 1 grivnas per minute

It is relatively cheap as well, and it was very fun, it’s certainly one of the things most worth making if you are in a group of people.

Kutiá

Tags

,

kutia

Este é um dos pratos mais comuns de se encontrar Ceia de natal de 12 pratos muito comum na Ucrânia, mas raramente encontrado em outras épocas do ano.

Esse prato é feito de grãos de trigo cozido adoçados com mel, passas de frutas (uvas) e nozes ou castanhas e sementes de papoula. O trigo representa a fartura, o progresso, o bem estar. O mel, que a vida deve ser temperada com a alegria da saúde, do bem estar, na amizade, na unidade familiar. Simboliza o trabalho do agricultor e das abelhas. Também representa os entes queridos que faleceram. Elo entre os vivos e os mortos.

Culturamente, esse prato se parece com um prato chamado “Koliva”, comum na Sérvia e na Romênia. Também se encontra Kutiá na tradição ortodoxa no leste do Império Russo, e por consequência outros países da antiga União Soviética também apresentam esse prato.

Hoje, assim como qualquer comida, sofre alterações de acordo com costumes e gosto de quem prepara, então ingredientes podem ser dos mais variados, mas os principais são trigo, sementes de papoula, mel (ou açucar), nozes e uva passa.

Ingredientes

  • ½ quilo de trigo em grão descascado
  • 1/3 xicara(s) (chá) de sementes de papoula e nozes moídas a gosto
  • 1/3 xicara(s) (chá) de passas
  • ½ xicara(s) (chá) de mel

Preparo

Deixar o trigo de molho em água por umas 2 horas ou mais. Levar ao fogo e cozinhar até que o trigo esteja macio (40 minutos). Escorrer e deixar esfriar. Acrescentar as passas, as sementes de papoula, as nozes e o mel. Receita típica ucraniana, servida na ceia de Natal como entrada e dedicada aos antepassados. Entre alguns descendentes de imigrantes ucranianos, é servida como sobremesa.
____________________________English________________________________

This is one of the most common dishes to find on the 12 Dishes Christmas Supper, very common in Ukraine, but rarely found at other times of year.

This dish is made of wheat grains boiled sweetened with honey, dried fruits (grapes) and nuts or poppy seeds and nuts. The wheat represents the wealth, progress, welfare. Honey, that life must be tempered with the joy of health, welfare, friendship, family unit. It symbolizes the work of the farmer and bees. It also represents the loved ones who died. Link between the living and the dead.

Culturally, this dish looks like a dish called “Koliva”, common in Serbia and Romania. It is also Kutia in the Orthodox tradition in the east of the Russian Empire, and consequently other countries of the former Soviet Union also have this dish.

Today, like any food, undergoes changes in accordance with customs and the taste of who prepares, so the ingredients can be more varied, but the main ones are wheat, poppy seeds, honey (or sugar), nuts and raisins.

Ingredients

½ quilo of wheat grain husked
1/3 cup (tea) of poppy seeds and crushed nuts to taste
1/3 cup (tea) dried
½ cup (tea) honey

Prepare

Leave wheat soak in water for about 2 hours or more. Lead to fire and cook until the corn is tender (40 minutes). Drain and let get cool. Add the raisins, poppy seeds, walnuts and honey.

Aula Básica V (Tuts tuts) / Basic Class V (Tuts Tuts)

Tags

,

Privit!! Chegamos hoje à última aula de ucraniano básico, qualquer coisa a mais que isso ja é para situações específicas, que não veremos mais aqui, nossa última aula tem o título de Tuts Tuts.

Para quem não entende, Tuts Tuts é a mesma coisa de balada, é um codinome utilizado por muitas pessoas, mas que eu saiba é apenas eu mesmo.

E como é a última aula…e também por ser um tema um pouco mais delicado, que precisa ter jogo de cintura, vou mostrar essa aula em um contexto de história.

Dramatização

Hora: 22:00
Data: Sábado
Local: Tuts Tuts

Você se encontra agora numa Tuts Tuts, ja fez o esquenta antes de ir, então ja está naquele grau bacana sem muita vergonha na cara, perfeito!

De repente você encontra aquela menina linda do outro lado, sozinha, com cara de quem ta precisando de uma companhia…você sabe..pra conversar e tal

Mas tem um problema, ela provavelmente não fala inglês, e se falar as vezes vai ser bem fraco, então você deve apelar para o seu conhecimento de ucraniano.

Na primeira abordagem você fala “Privit Kryhitka, davay potancyuyemo?” que significa “oi gatinha, vamos dançar?”.

Obviamente ela vai dizer que sim, e vocês começam a dançar. Agora, independente de ela ser desengonçada ou não, você vai dizer que ela dança bem, então diga para ela “ty duzhe garno tancyuyesh”

PS: eu sei que são palavras complicadas, mas as vezes o treino pode valer o esforço 😉

Agora dito isso ela ja vai estar altamente atraída por você sem sombra de dúvidas, então para finalizar diga que ela tem belos olhos, assim : “v tebe garni ochi, kryhitka”.

Agora, vamos supor dois cenários:
A: Quando você se aproxima para beijar a menina, o namorado dela aparece, e infelizmente ele tem 2 metros de altura e pesa uns 100kg, então você pode talvez sobreviver se tentar algo assim “Ya ne rozumiyu ukrainskií” que significa “eu não entendo ucraniano” e depois sair correndo bem rápido.
B: A menina te da um beijo, ela beija bem, e tem jeito de que da pra ir mais longe, então olhe para ela e diga “davay pogulyayemo” que significa “vamos sair”.

Agora para ter um final feliz nessa história, palavras não são mais tão importantes 😉

Essa é a aula final de ucraniano que estarei dando, espero que tenham se divertido e achado interessante aprender um pouco de um idioma que não tem nada a ver com o que estamos acostumados, muito obrigado e aproveitem 😉
__________________________English__________________________________

Privit! We come now to the last class of basic ukrainian, anything else than this is already for specific situations, you can google translate then, our last class is titled Tuts Tuts.

For those who do not understand, Tuts Tuts is the same nightclub, is a codename used by many people, but I know only me that does that.

And since it is the last class…and also because the subject is a little more delicate, they need to have a specific way to do it, I will show that class in a context of a story.

Dramatization

Time: 22:00
Date: Saturday
Location: Tuts Tuts

You are now in a Tuts Tuts, already made a warm up before going, so that is already nice degree af alcohol, enough to leave you without much shame on the face, perfect!

Suddenly you find that beautiful girl on the other side, alone, that looks like you need a company…you know…to talk and such.

But there’s a problem, she probably does not speak English, andif she dos, probably will be quite weak, then you must appeal to your knowledge of ukrainian.

In the first approach you speak “Privit Kryhitka, davay potancyuyemo?” which means “hi babe, let’s dance?”.

Obviously she will say yes, and you start dancing. Now, regardless of she being awkward or not, you will say that she dances well, then tell her to “ty duzhe Garno tancyuyesh”

PS: I know that words are complicated, but sometimes training can be worth the effort 😉

Now that being said, shw will be highly attracted to you without any doubt, then to finalize say she has beautiful eyes, like this: “v tebe garni ochi, kryhitka”.
Now, let’s assume two scenarios:
A: When you come to kiss the girl, her boyfriend shows up, and unfortunately he has 2 meters tall and weighs 100kg, then maybe you can survive if you try something like “Ya ne rozumiyu ukrainskií” which means “I do not understand Ukrainian “and then run away really fast.
B: The girl kisses you, she kisses well, and if looks like there is a chance to go further, then look at her and say “davay pogulyayemo” which means “let’s go out”.

Now to have a happy ending to this story, words are not so important 😉

This is the final class of Ukrainian’ll be giving, I hope you enjoyed and found it interesting to learn a little bit of a language that has nothing to do with what we are used to, thank you and see you next 😉

História de Kiev / Kiev’s History

Tags

,

Maidan_Nezalezhnosti_(Kiev)

Kiev é a grande capital do país Ucrânia, e também foi a segunda cidade que tive o prazer de passar duas semanas, no qual a AIESEC nos levou a diversos lugares dos quais alguns ja postei, e de outros ainda vou postar, mas vamos começar com a história dessa única e bela cidade.

A Lenda de dos irmãos Kyi, Schek e khoryv e sua irmã Lybid

Kyi, Schek e khoryv e Lybid

Existe uma lenda que fala sobre a criação da cidade, essa lenda existe nas Crônicas Primárias, que foi o primeiro livro da história a falar de como surgiu a primeira formação política dos povos eslavos orientais, nessa lenda essa família foi a fundadora da cidade, onde Kyiv é traduzido como “pertencente a Kyi”. Tal família teria fundado no século 5.

Engraçado que a versão que não seja a lenda não é precisa, pois naquela época não era comum manter registros dos acontecimentos. Mas pelo que se acredita, sabe-se que pelo século 6 haviam povos eslavos na região, mas não é claro quando e se esses povos se tornaram uma cidade. Sabe-se também que existem fortificações construídas no século 8 em cima de construções eslávicas, mas não se sabe quem fez, e também não se sabe quando Kiev foi tomada pelos Cazares, ou seja, vamos começar a falar de onde se tem um pouco de precisão 😉

Kiev teve sempre uma grande importância na Europa, por consequência, foi frequente alvo de ataques e conquistas por toda a história, uma das mais importantes, foi em 1240 quando uma invasão mongol, liderada por Batu Khan, destruiu Kiev completamente, que na época era considerada uma das maiores cidades do mundo, com 100 mil habitantes.

Dentre os séculos seguintes, Kiev mudou de comando diversas vezes, sendo  no século 16 tomada pela Comunidade Polaco-Lituana, e no século 17 indo para domínio russo. Durante esse domínio, até o século 19 a cidade foi considerada um grande centro religioso mas não tinha muito poder econômico.

Agora vou deixar de adaptar do wikipedia e contar para vocês apenas os fatos mais relevantes….

800px-Kyiv_1870-1880

Kiev ganhou sua primeira universidade em 1834, que foi um grande passo para que ela se tornasse um polo de atração e crescimento, hoje essa faculdade se chama Universidade Nacional de Kiev Taras Shevchenko, e com certeza vale a pena pagar uma visita, ela é muito bonita, se possível postarei fotos dela em outro post 😉

Os efeitos da migração russa foram tantos positivos quanto negativos, sendo o lado negativo a perda da cultura ucraniana, que foi mantida com esforço da classe mais simples e de nobres ucranianos que apreciavam a cultura nacional, enquanto os positivos foi o crescente poder econômico e industrial que a cidade conseguiu desenvolver ao longo dos anos, que por consequência garantiu uma grande importância por todo o resto da sua história e que reflete hoje no poder atual da cidade.

Um fato interessante, a primeira linha de bonde elétrico do império russo foi implantado em Kiev, que talvez também tenha sido a primeira do mundo.

800px-Kiev_downtownDesde 1900, até os dias de hoje, Kiev conseguiu ser sempre um marco de potência comercial e industrial, seja durante o governo russo ou o próprio, também escapando de danos severos em desastres como a Segunda Guerra Mundial ou o Acidente Nuclear de Chernobyl.

Essa foi um pouco da Origem e da vida de Kiev, maiores detalhes pode ver pelo wikipedia que foi a melhor fonte que achei mesmo, muito completo e bem trabalhado: Link aqui
________________________English incomplete__________________________

Maidan_Nezalezhnosti_(Kiev)

Kiev is the capital of the big country Ukraine, and was also the second city that I had the pleasure of spending two weeks in which AIESEC took us to many places, including some that I already posted, and still others that I will post, but let’s start with the history of this unique and beautiful city.

The Legend of the brothers Kyi, Schek and khoryv and his sister Lybid

Kyi, Schek e khoryv e LybidThere is a legend that tells about the creation of the city, this legend is in the Primary Chronicles, which was the first book to ever talk about how did the first political formation of Slavs Eastern was formed, on this legend says that this family was the founder of the city, where Kyiv is translated as “belonging to Kyi”. This family had founded in the 5th century.

Funny facty is that a version other than the legend is not accurate, because at that time it was not common to keep records of events. But for what is believed, it is known that the 6th century Slavic peoples lived in the region, but it is unclear when and if these people became a city. It is also known that there are fortifications built in the 8th century on top of Slavic buildings, but no one knows who did, and also did not know when Kiev was taken by Khazars, so we will start talking about where we have a little accuracy 😉

Kiev always had a great importance in Europe, therefore, was the target of frequent attacks and conquests throughout history, one of the most important, was in 1240 when a mongol invasion, led by Batu Khan, completely destroyed Kiev, which at that time was considered one of the biggest cities in the world, with 100 000 inhabitants.

Among the following centuries, Kiev command changed several times, in the 16th century being taken by the Polish-Lithuanian Community, and in the 17th century going to Russian rule. During this ruler, until the 19th century Kiev was considered a major religious center but did not have much economic power .

Now I will stop to adapt wikipedia text and tell you only the most relevant facts ….

800px-Kyiv_1870-1880Kiev won its first university in 1834, which was a big step for her to become a pole of attraction and growth, this university is called today National University of Kyiv Taras Shevchenko, and certainly worth paying a visit, it is very beautiful, if possible will post pictures of it in another post 😉

The effects of Russian migration were so many, both positive and negative, the downside was the risk of losing the ukrainian culture, which was the attemp of the russians when they became a significant number, but culture was maintained with the combine effort of the low class and noble ukrainian that appreciate national culture. meanwhile positive was the economic and  industrial grouth, also the power raise that the city could develop over the years, which consequently secured a great importance for the rest of their history and the power that reflects today’s current city.

An interesting fact, the first electric tram line of the Russian Empire was established in Kiev, which might also have been the first in the world.

800px-Kiev_downtownFrom 1900 until the present day, Kiev is a model for its commercial and industrial power, either during or Russian government or its own, also escaping from severe damage in disasters like World War II or the Chernobyl Nuclear Accident.

That was a bit of the Origin and Life of Kiev, you can see details at wikipedia that was the best source I found very, very good and well worked: Link here

NSC Olimpiyskyi em Kiev / NSC Olimpiyskyi in Kyiv

Tags

, ,

NSC Olimpiyski é o nome do complexo em Kiev, onde se pode visitar o Estádio de futebol. Para quem não lembra, a Eurocopa de 2012 teve jogos que aconteceram na Ucrânia, essa acredito ter sido o maior evento da atualidade que levou o nome do país para a mídia mundial.

A AIESEC em Kiev nos deu a oportunidade de visitar o estádio, onde pudemos entrar dentro dele, além de visitar o vestiário dos jogadores entre outros lugares dentro do complexo.

História do Estádio: (copiado do wikipedia 😉 )

A idéia de construção do estádio surgiu em 1914, mas foi abandonada devido a Primeira Guerra Mundial e com a Revolução Russa. Com o nascimento da União Soviética o projeto do Estádio Vermelho’ foi construído e inaugurado em 12 de Agosto de 1923.

O estádio sofreu ampliações e em 22 de unho de 1941, quando seria reinaugurado com 50 mil lugares e com o nome de Stalin Respublikanskiy, foi fortemente bombardeado pela Luftwaffe. A cerimônia de inauguração não foi cancelada, porém interrompida. Após a vitória os Aliados naSegunda Guerra Mundial, o estádio foi reconstruído e a continuação da cerimônia de inauguração (com os ingressos de 1941 válidos) ocorreu em1948.

O estádio foi rebatizado em 1953 como Nikita Khrushchev, em homenagem ao líder soviético. A capacidade do estádio chegou a 100.000 torcedores nos anos 60.

Foi renovado em 1978, visando os Jogos Olímpicos de Verão de 1980. Sediou algumas partidas de futebol do torneio que teve a final em Moscou.

Depois da independência da Ucrânia, em 1991, o estádio ganhou o nome atual, mas ainda é conhecido como Tsentralny (Central) ouRespublykanskyi stadion (Estádio da República), devido a estádio de metrô próxima ao estádio.

Em 19971999, visando atender as normas de segurança da FIFA, teve sua capacidade reduzida para 83.450 lugares. É usado especialmente pelo Dinamo de Kiev e pela Seleção Ucraniana de Futebol.

Em 18 de abril de 2007, Polônia e Ucrânia foram escolhidas para sediar a Eurocopa de 2012, sendo o Estádio Olímpico de Kiev o palco da final.

The End

Como opinião pessoal, acredito ser um estádio maravilhoso, é considerado “verde” porque ele possui captação de água no telhado, além de ter uma tecnologia eficiente de energia. Foi com certeza uma experiência maravilhosa, meu único arrependimento foi não poder assistir um jogo.
____________________________English________________________________

NSC Olimpiyski is the name of the complex in Kyiv, where you can visit the football stadium. For those who do not remember, some of the Euro Cup 2012 games happened in Ukraine, this I believe was the biggest event of nowadays which led the country’s name to the wordly media.

AIESEC in Kyiv gave us the chance to visit the stadium, where we could get inside it, besides visiting the players’ locker room among other places within the complex.

History of Stadium: (copied from wikipedia 😉 )

The idea of ​​construction of the stadium began in 1914 but was abandoned due to World War I and the Russian Revolution. With the birth of the Soviet Union the project Red Stadium was built and opened on August 12th, 1923.

The stadium has undergone expansions and june 22th, 1941, when it reopened with 50 thousand seats and with the name of Stalin Respublikanskiy, was heavily bombed by the Luftwaffe. The opening ceremony was not canceled, but stopped. After the Allied victory on Second World War, the stadium was rebuilt and continued opening ceremony (with valid tickets, 1941) occurred in 1948.

The stadium was renamed in 1953 as Nikita Khrushchev, in honor of the Soviet leader. The stadium capacity reached 100,000 fans in the 60s.

Renovated in 1978, aiming at the Summer Olympics of 1980. Hosted some football matches of the tournament that had the final in Moscow.

After the independence of Ukraine in 1991, the stadium was named today, but is still known as Tsentralny (Central) pr Respublykanskyi stadion (stadium Republic) due to stadium subway next to the stadium.

In 1997-1999, aiming to meet the safety standards of FIFA, had its capacity reduced to 83,450 seats. It is especially used by Dinamo Kiev and the Ukrainian Football Team.

On 18 April 2007, Poland and Ukraine were chosen to host the Euro 2012, and the Olympic Stadium in Kiev final.

The End

As a personal opinion, I believe it is a wonderful stadium, he is considered “green” because it has water collectors on the roof, in addition to energy efficient technology. It was certainly a wonderful experience, my only regret was not being able to watch a game.

Reflexão de Ternopil / Ternopil’s Conclusion

Tags

, ,

Ternopil é uma cidade que vale a pena de se visitar, porque ela não é nem um pouco desinteressante para quem sabe quem procurar, na época eu estava me adaptando ao frio ainda e não consegui aproveitar como eu deveria, também não sabia de muitas coisas que se eu soubesse hoje eu teria aproveitado muito melhor, mas faz parte das coisas da vida, com certeza terei outras oportunidades de visitar a cidade e ver o que eu não pude agora.

Ao fim da primeira cidade, que ja foi faz muito tempo mas tudo bem, estou escrevendo apenas agora, foram momentos bem novos e bem interessantes…
Com certeza apenas dessa cidade eu ja tirei pelo menos 20 pessoas das quais jamais irei me esquecer, e que de nenhuma outra forma eu teria conhecido, sou grato à todas elas, em especial as irmãs Oksana e Svitlana porque saíram com a gente vários e vários dias *-*

eu tenho não apenas um, mas vários aprendizados, expectativas e desejos que essa cidade me fez experimentar, e embora o cansaço tenha me pego no final, esses foram dias muito legais que eu sempre vou apreciar na minha vida.
___________________________English________________________________

Ternopil is a city that is worth to visit because she’s not a bit boring for those who know where to look on the right places. I was still adapting to the cold and could not enjoy it as I should, also did not know many things that if I knew today, I would have done much better, but these are part of things in life, for sure I will have other opportunities to visit the city and see what I could not now.

At the end of the first city, which was already a long time but that’s okay, I’m writing just now.
Times were very new and very interesting …
Surely this only city I’ve ever took at least 20 people of which I will never forget, and that in no other way I would have known, I am grateful to all of them, especially the sisters Oksana and Svitlana because we came out with lots and lots days *-*

I have not just one, but several learnings, expectations, desires that this city made me experience, and although tiredness got me by the end of it, these were very nice days that I will always treasure in my life

“Los Bandoleros” + Jéssica s2:
262684_529171560434460_258436822_n

Festival de cultura no shopping / Culture festival at the mall:

311552_572950339385678_1288749900_n

Natal com família da Lilia / Christmas with Lilia’s Family:

400124_10200142074504622_1855687826_n

Ano novo em Lviv com os Trainees de Lviv / New year with Lviv’s trainees

407887_10151243179598759_551046429_n

Diversão em Ternopil / Ternopil’s Entertainment

Tags

,

OK…Ternopil é uma cidade pequena, oque da para fazer para se divertir? ou passar o tempo? Ou simplesmente fazer algo diferente?

Teatro Shevchenko: No centro da cidade você pode acompanhar peças interessantes, eu mesmo visitei e assisti uma peça de comédia, infelizmente era em ucraniano então perdi quase todas as piadas, mas ainda assim é interessante entender tipos de comédia que eles tem, e como eles podem ser expressivos para os que duvidam da sensibilidade dos ucranianos.

Filarmonia: Tivemos a oportunidade de acompanhar uma amiga em um concerto de música clássica com aquelas gordas que cantam e tudo mais, foi muito bom, e diferentemente da peça, música não tem problema em ser ucraniano.

Parque Aquático Limpopo: Várias cidades aqui tem um parque aquático, oque é incrível vindo de um país onde água não é um recurso fácil de encontrar, é mais um outro fator mostrando que o país tem muito mais recursos do que antigamente. Infelizmente não tive oportunidade de ir mas ta bom, vai da oportunidade e interesse.

Descendo a Colina: Para que fazer coisas complicadas? Ou caras? Uma das coisas mais divertidas que fiz foi brincar de descer a colina com um tipo de papel em baixo deslizando e voando neve na cara e dentro da roupa em alta velocidade!! Muito legal 😉

Tuts Tuts: Ternopil tem diversas baladas para curtir com os amigos na noite, algumas mais simples como Riverpool e outras como Allero são mais refinadas, tive a oportunidade de visitar as duas, eu particularmente prefiro as mais simples como Riverpool mas daí vai de gosto 😉

Estádio de Ternopil: Se você gosta de assistir jogos, o Estádio de Ternopil pode ser algo que você possa querer ver, mas não esquece que no inverno tem neve e então não tem jogos. ;(

São esses as principais formas de diversão, fora cinema e boliche e outras coisas que tem em qualquer cidade e não é tão especial ou surpreendente, se forem para Ternopil espero que se divirtam metade do que eu fiz =*
_____________________________English_______________________________

OK … Ternopil is a small town, what’s to do for fun? or pass the time? Or just do something different?

Shevchenko Theatre: In the city center you can follow interesting plays, I even visited and watched a comedy act, unfortunately it was in ukrainian then lost almost all the jokes, but it’s still interesting to understand which types of comedy that they have, and how they can be significant for those who doubt the sensitivity of Ukrainians.

Philharmonic: We had the opportunity to accompany a friend on a classical music concert with those fat woman singing and everything, it was very good, and unlike the play, music has no problem with being ukrainian.

Limpopo Water Park: Several cities have a water park here, what is amazing coming from a country where water is not easy to find a feature, is yet another factor showing that the country has much more resources than before. Unfortunately I had no chance to go but okay, goes the opportunity and interest.

Down the Hill: why to make things complicated? Or expensives? One of the most fun things I did was to play down the hill with a type of paper, sliding down, with snow flying on the face and inside the clothes at high speed! Very cool 😉

Tuts Tuts: Ternopil has several nightclubs to enjoy with friends at night, some as simple as Allero Riverpool and others are more refined, I had the opportunity to visit thm both, I personally prefer the simpler as Riverpool but goes of taste 😉

Ternopil Stadium: If you like to watch games, the Ternopil stadium may be something you might want to see, but do not forget that in winter, there is snow and then have no games. 😦

These are the main forms of entertainment, besides cinema and bowling and other things you have in any city and is not as special or surprising if they are in Ternopil. I hope you enjoy half as I did =*

Museu de História de Kiev / Kyiv’s history museum

Tags

,

Minhas duas semanas em Kiev foram maravilhosas, dentre as muitas coisas que eu fiz, foi visitar o Museu de História de Kiev.

Esse museu ficou nove anos fechado, e reabriu apenas no verão de 2012 (inverno no Brasil), e tivemos a oportunidade de visitar ele.

O passeio foi acompanhado com uma guia que fez um tour completo por todo o museu, explicando com um grande nível de detalhes como surgiu a cidade, e tudo que ela enfrentou em seus 1531 anos de história.

Kiev é uma cidade de muitos museus, dos quais este está entre os melhores, e eu recomendo para todos que quiserem conhecer mais sobre o país e sua cultura e história.

Nesse dia um jornal chamado Kyiv Post estava no local escrevendo uma reportagem e tivemos a oportunidade de sair nela, reparem a minha cara de “not bad” com barba grande no meio da foto. Cheque aqui.
__________________________English_________________________________

My two weeks in Kiev were wonderful, among the many things I did was visit the  Kiev’s History Museum.

This museum was closed nine years, and only reopened in the summer of 2012 (winter in Brazil), and we had the opportunity to visit him.

The tour was accompanied with a guide who did a full tour around the museum, explaining with a great level of detail as how the city was born all that has faced on its 1531 years of history.

Kiev is a city of many museums, of which this is among the best, and I recommend to anyone who wants to know more about the country and its culture and history.

On that day a newspaper called Kyiv Post was writing a story on the spot and we had the opportunity to appera in her news, notice my “not bad” face with big beard in the middle of the photo. Check here.